Conforme se pode ler no documento, que foi proposto pela Comissão Técnica Nacional e aprovado pela Direção da FTP, “os principais objetivos da temporada 2017 passam por: colocar no Ranking ITU um lote de atletas, identificados nos anos anteriores, com potencial e perfil adequado para os Jogos Olímpicos 2020; proporcionar experiência internacional a atletas jovens e promissores com o perfil adequado para os Jogos Olímpicos 2024; obter resultados de relevo nos Campeonatos da Europa e do Mundo dos diferentes escalões (Youth, Júnior, Sub23 e Elite).”

Num ano de preparação para a qualificação olímpica com vista a Tóquio 2020 interessa sobretudo proporcionar alguma tranquilidade aos atletas que disputaram os Jogos do Rio de Janeiro e formar novo grupo de trabalho, tão alargado e com tanta experiência internacional quanto possível para que, em 2018, no início do período de qualificação, Portugal se apresente com uma equipa reforçada em ambos os géneros e com condições para incluir mais atletas na disputa pelo tão ambicionado lugar nos Jogos Olímpicos.

Mas interessa também garantir novos desafios e oportunidades competitivas às jovens esperanças, dando-lhes acesso a um patamar internacional inicial, com uma maior regularidade competitiva, que lhes permita aferir na primeira pessoa o nível internacional e que lhes permita uma evolução gradual e ajustada aos seus estágios de maturação.

Espera-se um ano repleto de sucessos desportivos para estes atletas!

Critérios de Seleção 2017 (Versão revista a 21-01-2017 –  inclusão do Cut-Off 5% para os atletas masculinos e 8% para as atletas femininas)

 

Federação de Triatlo Portugal

Delegação Regional Triatlo Norte